SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Após desafio do técnico, Jô volta a ser decisivo e acirra briga por titularidade no Corinthians

Camisa 77 vem perdendo peso e fez o gol de empate do Timão na Copa do Brasil

A posição de centroavante vem sendo muito debatida no Corinthians desde o início da temporada. A diretoria corintiana se mexeu e foi atrás de Júnior Moraes, que ainda não conseguiu mostrar o seu melhor futebol pelo alvinegro paulista. A solução do momento mais uma vez vem sendo o atacante Jô.
Contra a Portuguesa-RJ, o camisa 77 salvou um fraco primeiro tempo do Timão ao fazer o gol de empate aos 44 minutos da etapa inicial. Após o intervalo, Vítor Pereira decidiu preservá-lo para a dura sequência que o alvinegro paulista tem pela frente.
– Eu tenho que o tirar, porque sei que se o Jô jogasse mais 15 ou 20 minutos, comprometia completamente. Se eu decidisse continuar com o Jô, ele já estava fora do jogo – explicou o treinador, que optou em colocar o garoto Giovane.
Pereira também tirou Fagner e Adson no intervalo da partida contra a Lusa carioca, indicando que tanto o lateral, o meia e o centroavante estão em contenção para iniciar as partidas contra Palmeiras neste sábado, pelo Brasileirão, e Boca Juniors na terça-feira (26), pela Libertadores.
O centroavante de 35 anos parece mais comprometido desde o desafio proposto pelo treinador português. Depois da vitória por 3 a 0 diante do Avaí, na segunda rodada do Brasileiro, Vítor revelou que Jô perdeu 3,5 quilos após ser estimulado pela comissão técnica.
Ao melhorar a forma física, o camisa 77 voltou a brigar pela titularidade no ataque da equipe. Desde a eliminação na semifinal do Paulistão, onde ele balançou as redes, foi titular nas duas partidas de maior peso para o clube até o momento (Always Ready e Deportivo Cali, ambos pela Libertadores).
Antes dessa sequência no time titular, Jô teve uma conversa com Vítor Pereira e a diretoria alvinegra em relação aos dois dias no qual o centroavante faltou aos treinos sem dar uma justificativa. O Corinthians aplicou dois dias de multa ao atleta que tem histórico de indisciplina.
Primeiro, em março de 2021, ele e o meia Otero foram flagrados, sem máscara, em um resort no interior de São Paulo, em meio a um surto de Covid-19 no elenco do Timão.
No final do ano, o camisa 77 estava sumido há três dias após uma festa de Douglas Costa, do Grêmio. Ele chegou a comunicar o fim do casamento com sua esposa, Cláudia Silva, mas na virada do ano, posou ao lado dela, desejando um feliz ano novo.
Apesar de todos os problemas, Jô foi o goleador máximo corintiano em 2021, com dez gols marcados somando todas as competições. Assim, o camisa 77 se sagrou artilheiro do Timão pela terceira vez nas últimas cinco temporada, sendo a segunda de forma consecutiva (2020 e 2021).
Postagem Anterior Próxima Postagem