SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Ibovespa cai com peso de Vale e Petrobras após dados fracos na China

Telão mostra gráfico na sede da B3

O principal índice da bolsa brasileira recuava nesta segunda-feira, na contramão do avanço em Wall Street, pressionado por ações de commodities.
Vale e Petrobras ditavam o desempenho negativo do índice, enquanto Inter e Banco do Brasil subiam eram destaques de alta.

Às 12h16, o Ibovespa caía 0,47%, a 115.639,27 pontos, a quinta queda nas últimas seis sessões.

“Indicadores econômicos fracos na China bateram em ações de commodities”, disse o analista da Mirae Asset Corretora Pedro Galdi, frisando o peso relevante desses papéis para o Ibovespa.
Mesmo com o avanço de cotações de commodities como o minério de ferro e petróleo, as ações de exportadoras cediam depois de dados fracos em março na China ofuscarem desempenho melhor do que o esperado do Produto Interno Bruto (PIB) do país no primeiro trimestre.
O país anunciou na sexta-feira um corte no compulsório dos bancos, o que foi lido pelo mercado como mais conservador do que o esperado, mas a instituição disse que o país vai intensificar o suporte a indústrias, empresas e pessoas afetadas pelos surtos de Covid-19.
O Ibovespa passa por uma correção, após salto no início do ano, à medida que o mercado lida incertezas quanto à extensão do ciclo de alta de juros no Brasil e nos EUA.
A cena fiscal doméstica também voltou ao radar, após notícia que o governo decidiu por um reajuste salarial de 5% a todos os servidores federais a partir de julho. Além disso, a entrada de capital estrangeiro na bolsa, que impulsionou o Ibovespa nos primeiros meses de 2022, mostra sinais de arrefecimento.
Em Wall Street, os principais índices subiam, após abertura negativa, com otimismo após balanço positivo do Bank of America contrapondo-se à nova sessão de queda nas ações de ‘crescimento’, diante de alta nos rendimentos dos títulos do governo norte-americano. As bolsas estão fechadas na Europa por causa de feriado, o que pode reduzir liquidez.
Na agenda, o mercado aguardava pela declaração do presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, em evento promovido pelo Fundo Monetário Internacional (FMI), às 15h30.

DESTAQUES

– VALE ON perdia 1,1%, ainda que os contratos futuros de minério de ferro tenham subido em Dalian e em Cingapura, uma vez que as esperanças de estímulo adicional para a economia da China ofuscaram as preocupações com o risco de uma desaceleração acentuada. Siderúrgicas operavam sem direção comum.
– PETROBRAS PN e ON recuavam 1,8% e 0,9%, respectivamente, mesmo com alta de mais de 1% do petróleo, com impacto de interrupções de oferta na Líbia e temores por causa da guerra na Ucrânia.
– INTER UNIT disparava 5,6%, após a companhia retomar planos para migração de base acionária para os EUA.
– BANCO DO BRASIL ON subia 2,4% e era destaque positivo entre bancos. ITAÚ UNIBANCO PN ganhava 0,3%.
– JHSF ON aumentava 0,5%, EZTEC ON tinha queda de 1,7%, enquanto a operadora de shoppings centers BR MALLS ON apontava acréscimo de 0,2%. As três empresas divulgaram prévias operacionais do primeiro trimestre.
– TUPY ON disparava 6%, após a produtora de peças anunciar a compra da fabricante de motores e geradores MWM do Brasil por 865 milhões de reais.
– SLC AGRÍCOLA ON tinha alta de 3%. Ação foi mantida na segunda prévia da próxima carteira do Ibovespa, divulgada esta manhã.

(Por Andre Romani)
Postagem Anterior Próxima Postagem