SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Jerônimo insinua que Neto está em ‘realidade paralela’ por desprezar nacionalização de pleito

O pré-candidato do PT ao governo, Jerônimo Rodrigues, foi ao Twitter na segunda-feira (25) e, numa crítica velada a ACM Neto, disse que apostam numa realidade paralela quem entende que o pleito nacional não influirá na disputa pelo Palácio de Ondina.
“Os baianos vão escolher um novo governador e um novo presidente este ano. Não há realidade paralela, ainda que queiram tapar o sol com a peneira com medo de Lula. Pra ser governador tem que ter coragem de assumir um lado, tem que escolher o melhor para a Bahia: Lula”, disse o ex-secretário da Educação da Bahia.
O pré-candidato do União Brasil, ACM Neto, que lidera as pesquisas, trabalha com a estratégia de não ter seu nome vinculado a nenhum presidenciável. Nesse contexto, tanto aliados de João Roma (PL), apoiado por Bolsonaro, quanto de Jerônimo, que se apresenta como candidato do “time de Lula”, apostam que Neto por não ir ao segundo turno, se houver.
Em nota divulgada na segunda-feira (25), a vereadora Marta Rodrigues (PT), que é irmã de Jerônimo, disse ao corroborar tese de Jaques Wagner, que a estratégia de ACM Neto de dizer que a eleição estadual ‘não pode’ estar associada à nacional demonstra o desespero do carlista. “Dados os altos índices de rejeição de Bolsonaro na Bahia, e da alta aprovação de Lula, ele entra em desespero pois não tem coragem de assumir que está aliado ao atual presidente”, disse a petista.

Por Davi Lemos
Postagem Anterior Próxima Postagem