SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Número de famílias em extrema pobreza cresce 14,5%




O número de famílias em situação de pobreza e extrema pobreza cresceu mais de 14% em Salvador, neste ano, em comparação com 2021, de acordo com dados coletados pelo Cadastro Único (CadÚnico) da capital baiana.
Segundo a Secretaria Municipal de Promoção Social, Combate à Pobreza, Esportes e Lazer (Sempre), enquanto em dezembro de 2021, havia 212.118 famílias em situação de extrema pobreza na capital baiana, até o dia 16 de abril, este número passou para 242.873 famílias. Com isso, houve um crescimento de 14,49% em apenas quatro meses.

O governo federal classifica como extrema pobreza as rendas familiares de até R$ 105 por pessoa.

Já em situação de pobreza, com renda entre R$ 105,01 e R$ 210 por pessoa, estão atualmente 39.979 famílias soteropolitanas. Até o final do último ano, 35.050 famílias estavam nesta faixa de renda mensal. Neste caso, o aumento foi de 14,06%, em 2022.
Postagem Anterior Próxima Postagem