SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Para Curvello, comunicação ajudou no combate a pandemia na Bahia

 






O secretário de Comunicação da Bahia, André Curvello, a informação foi uma ferramenta que auxiliou no combate a pandemia do coronavírus no estado. A fala de Curvello ocorreu na noite desta segunda-feira (23), durante lançamento do documentário sobre as estratégias de comunicação utilizadas pela gestão estadual (veja aqui).



“Esse documentário é a materialização de todo um trabalho que foi feito pelo Governo do Estado com objetivo de levar a informação transparente e democrática para as pessoas em todos os cantos da Bahia, e isso com toda a certeza a comunicação ajudou de alguma forma no combate à pandemia. O documentário vem para registrar um momento da história e vai ficar disponível nas redes oficiais do governo e amanhã ou depois quando acessarmos iremos nos lembrar de todo o drama que a sociedade baiana e brasileira viveu”, apontou o secretário em entrevista ao Bahia Notícias.




Além da Covid-19, Curvello vê como grande adversário na pandemia as fakes news, que instalaram um desafio para a comunicação, pois era necessário esclarecer assuntos e desmistificar notícias falsas, em um período de tempo não esperado pela pasta da Comunicação.



Para o secretário, a pandemia de Covid-19 foi algo que, para ser informado à população, necessitava de um certo estudo e observação dos métodos utilizados por outros países. “Era uma coisa que não sabíamos, nunca tínhamos trabalhado, era uma situação nova que víamos que estava acontecendo na China e na Europa, via aquele drama todo de pessoas morrendo dentro de casa com falta de leitos, sem saber o que fazer e foi chegando gradativamente até chegar aqui na Bahia. Tivemos que estudar as ações de comunicação tanto lá na China como também na Europa, perceber o que eles estavam fazendo e aprimorar. Quando você analisar passo a passo da comunicação vai perceber uma linha do tempo”, explicou.



Conforme a análise de Curvello, em algum momento da crise sanitária as campanhas necessitam ser mais duras e impactantes, algo que rendeu críticas ao governo, mas a ação tinha como objetivo mexer de alguma forma com a consciência das pessoas e passar de forma clara que a doença mata.
BAHIA NOTÍCIAS
Postagem Anterior Próxima Postagem