SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Secretária da Saúde alerta para busca da vacina: 'Pandemia ainda ocorre entre nós'






A secretária da Saúde da Bahia, Adélia Pinheiro, alertou que mesmo diante da queda de pacientes internados pela Covid-19, a pandemia ainda ocorre e que é necessário buscar a vacina, além de realizar o reforço da imunização. A fala da secretária aconteceu na noite desta segunda-feira (23), durante lançamento do documentário “Um visitante indesejado” (veja aqui).



“Necessário sempre esclarecer e sensibilizar as pessoas para a busca da vacina, nós ainda precisamos avançar na cobertura vacinal, as vacinas estão disponíveis e nós seguimos acompanhando número de casos, adoecimento e demanda por leitos clínicos ou leitos de UTI. O número de pacientes internados é menor e decrescente, mas ele existe, ou seja, a pandemia ainda ocorre entre nós. Hoje, considerando que o número de casos nos permite flexibilizar a utilização de máscaras, mas continuar recomendo a atitude de distanciamento social, a lavagem e higienização das mãos e a busca da vacina, essa é situação atual, monitorando no aspecto da coletividade, o que continuamos fazendo diariamente e recomendando às pessoas o uso da vacina”, afirmou Adélia.




De acordo com a secretária, a Bahia se destacou durante o enfrentamento da pandemia de Covid-19. Para ela, algumas medidas de contenção da disseminação do vírus foram duras, como a restrição de movimentação dentro do estado, porém analisa como efetivas para colher os resultados que levaram à proteção da população.



Adélia Pinheiro e Fábio Vilas-Boas




“A Bahia que se notabilizou, eu diria que a Bahia e o Nordeste, pelo enfrentamento da pandemia de Covid-19, isso feito pelo meu antecessor, o ex-secretário Fábio Vilas-Boas, e também pela ex-secretária interina, Tereza Paim, todos sob liderança do governador Rui Costa, assumindo sempre uma participação com o uso da figura pública das suas atitudes como simbolismo levando a população a segurança necessário para no momento de pandemia e de grande exposição e vulnerabilidade das pessoas e das sociedade trazer uma estruturação do serviço de saúde em rede vocacionado para a Covid-19 que nos fez colher a segunda menor taxa de mortalidade por Covid do Brasil”, destacou.
Postagem Anterior Próxima Postagem