SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

MP tenta barrar salários de até R$ 1 milhão recebidos por militares




Da Redação

O Ministério Público acionou o Tribunal de Contas da União (TCU) para barrar o pagamento de contracheques exorbitantes pagos a militares ligados ao governo do presidente Jair Bolsonaro (PL). Os benefícios chegaram a R$ 926 mil para o general Walter Braga Netto, candidato a vice na chapada de Bolsonaro, em dois meses em 2020, no auge da pandemia de Covid-19. Só de férias, foram R$ 120 mil pagos ao general em um único mês, segundo o Estadão.

Outros militares do governo tiveram a folha de pagamento turbinada naquele ano. Estão na lista o ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Luiz Eduardo Ramos, e o ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque.
Postagem Anterior Próxima Postagem