SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

‘Bolsonaro não vai me enganar duas vezes’, diz Soraya ao apontar corrupção no governo




Eleita na onda bolsonarista de 2018 e hoje apontada como traidora pelos apoiadores do presidente Jair Bolsonaro (PL), a senadora e candidata à Presidência da República Soraya Thronicke (União Brasil) fez duras críticas ao atual chefe do Executivo, a quem acusa de abandonar os eleitores e descumprir promessas.

“Quando a pessoa me engana uma vez, a vergonha é da pessoa. Quando a pessoa me engana duas vezes, a vergonha é minha. E é bem isso, Bolsonaro não vai me enganar duas vezes. Uma vez, a vergonha é dele e duas vezes, a vergonha seria minha”, disse a parlamentar, nesta quinta-feira (22), em entrevista ao Podcast Genial Analisa, da plataforma Genial Investimentos. “Nós temos fatos, números, pessoas e mais pessoas contando que quem nos enganou foi Jair Bolsonaro. Ou ele abandonou tudo isso, ou ele não entregou. Mas ele tem que vir prestar contas”, cobrou a candidata, ao apontar que o presidente enganou e tem tentado enganar o eleitorado. “Eu acordei rápido”, salientou a antiga aliada.

Ao se comparar com Bolsonaro, ela aproveitou para rebater a pecha de traidora imposta pelos bolsonaristas. Soraya lembrou que, diferente do presidente, que deixou o PSL, tentou criar o próprio partido e acabou no PL de Valdemar Costa Neto, ela permanece no mesmo grupo, filiada ao União Brasil, que é a fusão entre DEM e PSL. “Continuo levantando as mesmas bandeiras, combate à corrupção, economia de mercado liberal, transparência, boa gestão pública e tudo isso”, afirmou a candidata. “Eu tenho uma história hoje e Jair Bolsonaro não mais, foi ele quem abandonou”, defendeu a senadora.

Para exemplificar seu ponto, Thronicke lembrou do escândalo de corrupção no Ministério da Educação, apontou o aparelhamento e a “influência política” junto à Polícia Federal e citou cortes no orçamento da Segurança Pública. “O combate à corrupção hoje você não vê”, afirmou
Postagem Anterior Próxima Postagem