SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Ciro pede paz e fim da violência política após após morte de eleitor petista




O candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, lamentou a morte de um eleitor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) por um apoiador do presidente Jair Bolsonaro (PL), na quarta-feira, 7. Para Ciro, a morte é consequência de uma "guerra fratricida, semeada por uma polarização irracional".



"Mais uma vítima da guerra fratricida, semeada por uma polarização irracional e odienta que pode inundar de sangue o nosso solo", declarou o candidato, em publicação no Twitter nesta sexta-feira, 9.



"Abaixo a violência política. O Brasil quer paz", concluiu o pedetista.



O crime ocorreu no Dia da Independência, na última quarta-feira, 7, após uma longa discussão em Confresa, em Mato Grosso.



Apoiador de Bolsonaro, Rafael Silva de Oliveira, 22 anos, atacou Benedito Cardoso dos Santos, de 44 anos, com golpes de faca e ainda tentou decapitar a vítima em seguida.



A prisão de Oliveira nesta sexta-feira foi em flagrante e convertida em preventiva por decisão judicial.



Ele responderá por homicídio duplamente qualificado - por motivo torpe e cruel. O caso é tratado pela polícia local como crime por motivação política.
Postagem Anterior Próxima Postagem