SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Em outubro, Ilhéus recebe 6ª edição da Caminhada pela Paz e Contra a Intolerância Religiosa




Com apoio da Prefeitura de Ilhéus, a Caminhada pela Paz e Contra a Intolerância Religiosa chega à 6ª edição fortalecendo a luta em prol da construção de uma sociedade que saiba aceitar as diferenças. Neste ano, o evento acontece no dia 9 de outubro, a partir das 8h30, com concentração e saída da Avenida Litorânea Norte, no Malhado.

A Caminhada pela Paz é idealizada pelo Movimento Cultural Povos de Terreiros de Ilhéus (MCPTI); Rede Nacional de Religiões Afro-Brasileiras e Saúde – Núcleo Ilhéus; Fórum Municipal de Políticas de Promoção da Igualdade Racial de Ilhéus (FOPROMI) e sociedade civil organizada. Devido à pandemia, nos últimos dois anos, o evento foi realizado em formato de carreata.

Sob o tema: “Yemanjá, Iyá Ori Má Àlàáfià – Mãe da Cabeça, Senhora do Equilíbrio”, a caminhada pretende reunir centenas de pessoas de diferentes credos e religiões, que marcharão para promover o respeito, o diálogo, a consideração e a paz.

“A Caminhada pela Paz em 2019, por exemplo, contou com a participação de mais cinco mil pessoas, adeptas e não adeptas das religiões de matriz afro”, informou Egbon Alaboji, um dos coordenadores do movimento. Tendo o respeito pela diversidade como princípio, a caminhada é composta por pessoas de todas as nações de Candomblé e Religiões Afro-brasileiras (Jurema e Umbanda) de Ilhéus, mas está aberta a todas outras religiões e credos.

O MCPTI atualmente une o cunho cultural e político ao religioso, cujas reivindicações, além do fim da intolerância religiosa e o respeito às religiões de matriz Afro-Indígena, versam sobre políticas públicas para o povo de terreiro. O movimento assume o desafio de fomentar o combate à discriminação, ao preconceito e a todas as formas de intolerância religiosa, bem como propõe discussão de tema urgente e de suma importância: “O racismo religioso mata e abate corpos pretos”.

Com esse objetivo, o MCPTI tem pautado, desde o começo do ano, a circulação de conhecimentos e debates acerca das religiões de matriz africana, promovendo encontros e seminários como Audiência Pública Povos de Terreiro, Seminário com o Núcleo de Religião de Matriz Africana da Polícia Militar da Bahia (NAFRO/BA), Encontro de Mulheres de Axé, entre outros.

O objetivo principal é combater atitudes intolerantes por parte da sociedade ao legado religioso ancestral da população afrodescendente.

Programação

6ª Edição da Caminhada da Paz e Contra a Intolerância Religiosa em Ilhéus

Quando? 9 de outubro de 2022, a partir das 8h30

Onde? Avenida Litorânea Norte – rotatória do Hotel Barravento

Tema: “Yemanjá, Iyá Ori Má Àlàáfià – Mãe da Cabeça, Senhora do Equilíbrio”
Postagem Anterior Próxima Postagem