SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Polícia prende suspeito de matar ganhador de prêmio milionário na Mega-Sena




No quarto dia de investigações após o crime, a polícia prendeu um suspeito de assassinar Jonas Lucas Alves Dias, de 55 anos, o ganhador de R$ 47,1 milhões na Mega-Sena, em Hortolândia, interior de São Paulo.


O anúncio da prisão foi feito neste sábado, 17, pelo governador e candidato à reeleição Rodrigo Garcia (PSDB).

No entanto, ele não deu mais detalhes.

A delegada Juliana Ricci, da Divisão de Investigações Criminais (Deic) de Piracicaba, informou que a prisão deixa o caso praticamente elucidado. Os detalhes serão revelados em entrevista que a delegada anunciou para a tarde deste sábado.

Na sexta-feira, 16, a Polícia Civil havia conseguido a quebra dos sigilos bancário e telefônico de donos das contas que receberiam transferências de valores enquanto Dias estava em poder dos sequestradores.


Além de saques e transferências totalizando R$ 20 mil, os criminosos tentaram fazer um desvio de R$ 3 milhões de contas dele por meio de um aplicativo de mensagens. A transação não foi autorizada pelo banco.

De acordo com a Polícia Civil, o milionário ficou 20 horas em poder dos sequestradores. Ele foi capturado pelos criminosos no final da manhã de terça-feira, 13, quando fazia uma caminhada, e abandonado na margem de uma rodovia que corta a cidade de Hortolândia, no início da manhã de quarta, 14.

O homem foi socorrido por uma ambulância da concessionária quando já estava desacordado e morreu no Hospital Mário Covas.

Segundo a delegada Juliana Ricci, a vítima foi extorquida e torturada pelos criminosos, que sabiam da sua fortuna.

Imagens de uma câmera de vigilância mostram quando Dias foi levado por um suspeito a uma agência bancária para fazer saques. Conforme a delegada, os bandidos sabiam que ele tinha dinheiro e premeditaram o crime.

O corpo do milionário da Mega-Sena foi sepultado na tarde de sexta-feira, no Cemitério da Saudade, em Sumaré, cidade vizinha.

Um ônibus foi fretado para levar amigos e vizinhos ao sepultamento. Cerca de 50 pessoas participaram da cerimônia. (IstoÉ)
Postagem Anterior Próxima Postagem