SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Alemanha ameaça reter Fundo Amazônia se governo Bolsonaro não formalizar interesse




Após sinalizar o desbloqueio do Fundo Amazônia diante da eleição de Luiz Inácio Lula da Silva (PT) à Presidência da República, a Alemanha comunicou ao governo brasileiro que poderá retirar a oferta se o presidente Jair Bolsonaro (PL) não formalizar o interesse.

De acordo com informações do Estadão, o governo alemão deu um prazo até 31 de dezembro para que o Brasil se manifeste oficialmente sobre o tema, sob risco de perder a oferta de 35 milhões de euros já cedidos pelo país europeu.

Segundo a publicação, a Alemanha informou a data limite ao governador do Pará, Helder Barbalho (MDB), durante a 27ª Conferência das Nações Unidas sobre Mudança do Clima (COP27), no Egito. O paraense, por sua vez, alertou Gustavo Montezano, presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), responsável pela administração do fundo no Brasil.

Diante do aviso, o banco afirmou, por meio de nota, que vai “iniciar em breve a negociação e preparação da documentação necessária à devida efetivação do aporte”.

Noruega e Alemanha haviam bloqueado os recursos do Fundo Amazônia em 2019, devido à política ambiental do governo Bolsonaro, que descumpriu as condições exigidas pelos países financiadores.
Postagem Anterior Próxima Postagem