SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Dez partidos que se aliaram a Lula já indicaram representantes para transição




A equipe de transição do presidente eleito Lula (PT) já tem alguns nomes confirmados. Os economistas Persio Arida e André Lara Resende, assim como a senadora Simone Tebet (MDB) são alguns deles.

De acordo com o vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB), Tebet participará do grupo na área de desenvolvimento social. Os dez partidos que se aliaram a Lula também já indicaram ao menos um representante por sigla.

Enquanto o PSB indicou Carlos Siqueira, presidente da sigla, João Campos, o prefeito de Recife, e Márcio França, o ex-governador de São Paulo, na Coligação Brasil da Esperança, o PSOL indicou Juliano Medeiros, e o PC do B, Luciana Santos.

Além disso, o presidente do PV, Luiz Penna, Wesley Diógenes, do porta-voz da Rede, e o deputado Wolney Queiroz (PDT) também foram indicados.

O deputado eleito Guilherme Boulos (PSOL-SP) também será um membro da transição, assim como ex-deputado Floriano Pesaro, por designação de Alckmin, de acordo com o g1.

O dirigente do PSD, Gilberto Kassab, indicou o líder do partido na Câmara, Antônio Brito para compor o conselho político que será formado durante o governo de transição.

Além disso, no desenho já definido da transição, a socióloga Rosângela da Silva, a Janja, futura primeira-dama, deverá atuar na organização da cerimônia de posse.

Aloizio Mercadante deve coordenar núcleos de discussão temática, e a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) deverá coordenar as relações institucionais da transição

O grupo de transição é formado por 50 pessoas que serão nomeadas em cargo comissionado e ainda por uma série de colaboradores, que atuarão como voluntários. A equipe deverá ter até cinco grandes comissões.

Comissões – O setor de economia deve contar, além de Persio e André Lara, com o economista Guilherme Mello, professor da Unicamp e ligado ao PT. O quarto nome ainda não foi definido.

Persio Arida, próximo de Alckmin, que é coordenador da transição, foi citado entre os nomes considerados para assumir a economia. Ele foi um dos responsáveis pelo Plano Real, na transição dos governos Itamar Franco (1992-1994) e Fernando Henrique Cardoso (1995-2002).

Já o economista André Lara Resende, outro integrante da equipe do Plano Real que apoiou Lula, não deve ter cargo de gestão. Ele pode, no entanto, ser indicado para representar o Brasil em algum organismo internacional, como o Banco Mundial ou o FMI (Fundo Monetário Internacional), ou atuar como formulador de políticas públicas.

Lula deve ir a Brasília na noite desta terça-feira (8), onde se reunirá com a presidente do STF (Supremo Tribunal Federal), Rosa Weber, o presidente da Câmara, Arthur Lira, e o presidente do Senado, Rodrigo Pacheco.
Postagem Anterior Próxima Postagem