SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Secretaria de Saúde de Ibicaraí realiza Capacitação em Manejo Clínico da Hanseníase








A Secretaria Municipal de Saúde e a Vigilância Epidemiológica de Ibicaraí, em parceria com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Núcleo Regional Sul), realizaram terça-feira, dia 08 de novembro, das 8h30 até às 16h30, nas dependências da Faculdade Uniube (antiga Faculdade Montenegro), uma Capacitação em Manejo Clínico da Hanseníase para profissionais da Saúde dos municípios de Ibicaraí, Floresta Azul e Santa Cruz da Vitória.

Na oportunidade estiveram presentes cerca de 30 profissionais da Saúde, que durante os períodos da manhã e tarde assistiram palestras com o médico sanitarista Humberto Barreto e a enfermeira e técnica do Núcleo Regional de Saúde Sul – NRSUL, Adryana Pereira Lira, que falaram e debateram sobre o tratamento e a prevenção de incapacidades em Hanseníase, além de ações que promovam a prevenção e a cura da doença.

De acordo com a secretária municipal de Saúde, Luna Tavares, o objetivo dessa capacitação foi preparar os profissionais de Saúde de Ibicaraí e das outras cidades participantes para atuarem no controle da transmissão da hanseníase e diminuir as incapacidades causadas pela doença. “A capacitação ressaltou a importância do diagnóstico oportuno e do efetivo controle da doença, que com tratamento adequado tem cura. Sabemos que um diagnóstico precoce pode evitar as complicações da Hanseníase”, disse Luna.



Hanseníase

A Hanseníase, também conhecida como lepra, é uma doença causada por uma bactéria chamada Micobacterium leprae. A pessoa adquire a doença quando convive, durante muito tempo, com outra pessoa que possui a doença. Mesmo assim, somente uma pequena parcela das pessoas que entram em contato com a bactéria desenvolve a doença.

Os pacientes com Hanseníase geralmente apresentam manchas na pele, com diminuição local da sensibilidade à dor, ao toque, ao calor e ao frio, além de diminuição da força.

A boa notícia é que a Hanseníase tem cura. Após o diagnóstico a pessoa passa a tomar os medicamentos, que são fornecidos gratuitamente na rede pública de saúde.



Texto e fotos: Ascom Prefeitura de Ibicaraí

Data:09.11.2022
Postagem Anterior Próxima Postagem