SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Ilhéus segue decisão do Estado e uso de máscaras volta a ser obrigatório na cidade




Devido ao aumento de casos de Covid-19 na Bahia, o Governo do Estado restabeleceu a obrigatoriedade do uso de máscaras em alguns ambientes, de acordo com o decreto estadual nº 21.744/22. O município de Ilhéus acatou a decisão e também optou pela obrigatoriedade da máscara de proteção. A medida já está em vigor e visa conter a disseminação do coronavírus após o aumento dos casos.

As máscaras devem ser utilizadas em transportes públicos e seus respectivos locais de acesso; em salões de beleza e centros de estética; em bares, restaurantes, lanchonetes e demais estabelecimentos similares; em templos para atos religiosos litúrgicos; em escolas e universidades; em bancos, lotéricas, ambientes fechados e espaços congêneres.

Ressalta-se que continua a obrigatoriedade do uso de máscaras em hospitais e demais unidades de saúde.

Ciclo vacinal completo - Além do uso de máscara, é importante que a população complete o esquema vacinal contra a Covid-19, uma vez que o imunizante é a forma mais eficaz para reduzir o risco de contaminação e agravamento da doença.

Conforme a Secretaria Municipal de Saúde (Sesau), até o dia 14 de novembro, menos de 60% do público com idade igual ou acima de 12 anos procurou os postos para receber o primeiro reforço. Em relação à quarta dose, o número foi ainda menor, visto que apenas 23,77% da população com 18 anos ou mais tinha recebido o segundo reforço.

O intervalo deve ser de quatro meses após a primeira dose de reforço, independentemente do imunizante utilizado. A Sesau também registrou queda na vacinação de crianças.

“É importante que as pessoas compareçam aos postos de saúde para atualizar o esquema vacinal com as doses de reforço. A vacinação infantil também é fundamental para interromper a cadeia de transmissão, casos graves e óbitos em decorrência da doença”, ressaltou André Cezário, titular da Sesau.
Postagem Anterior Próxima Postagem