SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Após decretar estado de emergência, Prefeitura de Jacobina aditiva em R$ 722 mil contrato de empresa de eventos




Da Redação

Uma matéria publicada nesta sexta-feira (13) pelo jornal A Tarde informa que um contrato milionário firmado pela Prefeitura de Jacobina, no centro-norte da Bahia, desta vez com uma empresa que fornece estrutura para eventos, tem deixado a população revoltada.

Segundo a publicação, o aditivo de mais de R$ 722 mil ocorre apenas nove dias após o município decretar estado de emergência em decorrência das chuvas na região. A cidade é administrada pelo prefeito Tiago Dias (PCdoB).

O contrato inicial firmado com a empresa ‘Estruturas Calmonense Empreendimento Ltda’ foi feito em 14 de janeiro de 2022, com valor global de R$ 2.888.646,00 (dois milhões, oitocentos e oitenta e oito mil, seiscentos e quarenta e seis reais).

A empresa é responsável por alugar e fornecer estrutura para eventos, como som, palco, iluminação e banheiro químicos.

O anúncio do aditivo foi publicado, no Diário Oficial do dia 06 de setembro de 2022, cujo acréscimo foi quase 25% do valor inicial, o que correspondeu a R$ 722.161,50 (setecentos e vinte e dois mil, cento e sessenta e um reais e cinquenta centavos).

O valor atual publicado nesta quinta-feira (12), no Diário Oficial, revela o valor definitivo de R$ 3.610.807,50 (três milhões, seiscentos e dez mil, oitocentos e sete reais e cinquenta centavos) para as mesmas cláusulas do contrato original de 2022. O novo período acordado começa a vigorar neste sábado (14), com prazo final em 14 de janeiro de 2024.
Postagem Anterior Próxima Postagem