SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Após vandalismo em Brasília, Moraes determina afastamento de Ibaneis Rocha por 90 dias




O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Alexandre de Moares, determinou o afastamento do cargo de governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), por 90 dias. A decisão foi publicada na madrugada desta segunda-feira (9) que também dispõe sobre a inclusão do gestor da capital federal e o então, secretário de Segurança, Anderson Torres, no inquérito que investiga atos antidemocráticos.

A exoneração de Anderson Torres foi publicada nesta segunda (9), no Diário Oficial do Distrito Federal (DOUDF). As medidas acontecem após o ato radical dos apoiadores do ex-presidente Jair Bolsonaro (PL), em Brasília, que invadiram e destruíram as sedes dos Três Poderes – Palácio do Planalto, Congresso Nacional e STF, na tarde do último domingo (8).

Na decisão assinada por Moraes, o magistrado cita “o descaso e conivência do ex-ministro da Justiça e Segurança Pública e, até então, Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal, Anderson Torres – cuja responsabilidade está sendo apurada em petição em separado – com qualquer planejamento que garantisse a segurança e a ordem no Distrito Federal, tanto do patrimônio público – Congresso Nacional, Presidência da República e Supremo Tribunal Federal – só não foi mais acintoso do que a conduta dolosamente omissiva do Governador do DF, Ibaneis Rocha, que não só deu declarações públicas defendendo uma falsa “livre manifestação política em Brasília”, diz o documento.

A determinação do magistrado também inclui a desocupação de todos os acampamentos montados nas imediações do quartel do Exército.
Postagem Anterior Próxima Postagem