SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Coordenação de Combate às Endemias de Itabuna traça estratégias para 2023




Coordenação de Endemias da Secretaria Municipal de Saúde definiu estratégias para 2023. Fotos: Pedro Augusto.




A coordenação da Divisão de Combate às Endemias, do Departamento de Vigilância em Saúde, da Secretaria Municipal de Saúde reuniu os 182 Agentes de Combate às Endemias (ACE) para apresentar um balanço das ações realizadas ano passado e traçar estratégias para 2023. O encontro aconteceu na manhã desta sexta-feira, dia 6, no auditório da Usemi.




De acordo com a coordenadora da Divisão de Combate às Endemias, Lucimar Santos Ribeiro, o município encerrou 2022 com 0,87% de infestação predial pelo Aedes aegypti, um índice que segundo ela demonstra estabilidade. “Então, estamos dentro da média do que preconiza o Ministério da Saúde, cujo índice tolerável é 1%. Vamos trabalhar para não perdermos essa estabilidade”, acrescentou.




Ela citou a realização da Campanha “Verão Sem Dengue”, já em andamento, ao comentar sobre as ações de curto e longo prazo ao longo do ano. “Nessa época em que estamos com muita chuva e sol, o ambiente se torna favorável ao Aedes. Então, além de realizarmos o nosso trabalho de rotina, também precisamos da colaboração da comunidade para que mantenha os quintais sempre limpos e reservatórios de água bem tampados”, afirmou.




Lucimar informou que a longo prazo serão cumpridos seis ciclos de trabalho com tratamento focal. “No curto prazo, serão realizados Mutirões de Combate ao Aedes aegypti, às sextas-feiras, principalmente nos bairros onde há casos notificados de dengue, a exemplo do São Caetano e Mangabinha”, finalizou.







___________

Departamento de Comunicação Social

Prefeitura de Itabuna




06/01/2023
Postagem Anterior Próxima Postagem