SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Hospital de Base de Itabuna prestou cerca de 70 mil atendimentos no ano passado




O ano de 2022 foi de grandes desafios, mas também de muitas conquistas para o Hospital de Base Luís Eduardo Magalhães. A unidade hospitalar, administrada pela Fundação de Atenção à Saúde de Itabuna (FASI), tem recebido atenção especial da gestão do prefeito Augusto Castro (PSD).

Pela primeira vez, em 24 anos, a unidade hospitalar recebe recursos da gestão municipal na ordem de quase R$ 35 milhões, anualmente por meio da Secretaria Municipal de Saúde, através de contrato firmado entre o Fundo Municipal e o Hospital de Base.


O atendimento é 100% SUS e “portas abertas” para os serviços de urgência e emergência, com abrangência em mais de 150 municípios na macro e microrregião Sul da Bahia.

O Hospital de Base, que completa 25 anos de serviços prestados, é considerado um dos polos de saúde mais importantes, com mais de 20 especialidades médicas e referência nas áreas de ortopedia e traumatologia de Itabuna e região.




NÚMEROS MOSTRAM AVANÇOS

No ano passado foram prestados 69.631 atendimentos de urgência e emergência (ambulatoriais eletivos, internações e de imagens). Os números incluem 108 municípios baianos e 90 de outros estados (GO, SP, MG, ES, PE, TO, RJ, RO, AM, PA, MA e CE).

Foram realizadas 3.580 cirurgias eletivas e de urgência nas áreas de ortopedia, neurologia, vascular, bucomaxilo e cirurgia geral e 3.580 (média de 300 procedimentos/mês).


Ao todo foram 50 doações de órgãos realizados pela Organização de Procura de Órgãos – OPO Sul e Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante (CIHDOTT/CIHDOTTs). Sendo 41 doações de córneas, com 82 pacientes contemplados, e nove doações de múltiplos órgãos com mais de 50 pacientes beneficiados.

Fotos: Ascom
Postagem Anterior Próxima Postagem