SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Hospital Regional Costa do Cacau faz primeiro implante cateter duplo J e amplia serviços de urologia




O Hospital Regional Costa do Cacau (HRCC), em Ilhéus, expandiu a oferta de serviços de urologia, com a primeira implantação de cateter duplo J, em um paciente no último dia 23 de novembro. Este procedimento consiste na introdução de um stent no canal uretral a fim de evitar a obstrução no processo de eliminação da urina, permitindo seu fluxo adequado do rim para a bexiga, ajudando o funcionamento do sistema urinário do indivíduo.

De acordo com o médico Egídio Feitosa, diretor técnico do HRCC, a unidade conta com serviço de urologia e está organizada com aplicação de equipamentos para realizar intervenção cirúrgica e endoscópica. “Um cateter duplo J na emergência urológica é algo que muda a vida do paciente, um rim pode ser salvo por esse procedimento feito de imediato. Iniciamos em novembro a colocação do implante cateter duplo J que é um momento de ganho para sul da Bahia”, avaliou.

O diretor técnico do HRCC destacou que o hospital é o primeiro do Sistema Único de Saúde (SUS), da rede da Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab), da região sul, a iniciar este serviço de urologia de emergência. “Nós vamos iniciar o serviço de urologia, com um urologista todos os dias no hospital, de domingo a domingo. Vamos ter um serviço ambulatorial com 40 consultas semanais em urologia, com cirurgia de próstata, retirada de cálculo, colocação de duplo J, procedimentos intervencionistas da urologia de todos os segmentos”, enfatizou.

O médico informou que a unidade hospitalar está organizada para iniciar o mais breve possível o serviço de retirada de cálculo renal. “Friso aqui algo importante, a Sesab ao instalar um serviço de urologia no sul da Bahia atende a uma demanda reprimida muito alta do paciente prostático, da doença benigna prostática, por exemplo, um paciente com hiperplasia benigna prostática, que hoje não tem onde ser atendido. Então, o HRCC vai ter este serviço a oferecer a essa população masculina, isso foi uma sensibilidade da secretária de Saúde, Adélia Pinheiro. Além disso, vamos ajudar na demanda reprimida que temos na região para este serviço”, concluiu.
Postagem Anterior Próxima Postagem