SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Justiça autoriza Suzane von Richthofen a deixar prisão




Da Redação

Suzane von Richthofen, presa desde 2002 por matar os pais, deixou o presídio onde cumpria pena na tarde desta quarta-feira (11) após a Justiça conceder progressão para o regime aberto. Ela cumpria pena em Tremembé, no interior de São Paulo.

Segundo a SAP (Secretaria de Administração Penitenciária), Suzane saiu da Penitenciária Feminina I “Santa Maria Eufrásia Pelletier” por volta 17h35.

Ela estava presa desde novembro de 2022. Suzane foi detida algumas semanas após a morte dos pais, Manfred Albert von Richthofen e Marísia von Richthofen, em 31 de outubro de 2002.

“Em decisão da 2ª Vara de Execuções Criminais de Taubaté, proferida nesta quarta-feira , foi concedida a progressão ao regime aberto, após ser verificado o cumprimento dos requisitos estabelecidos pela Lei de Execução Penal”, afirmou o Tribunal de Justiça de São Paulo.

Suzane foi condenada inicialmente a 39 anos de prisão e estava no regime semiaberto desde outubro de 2015, quando passou a ter direito às saídas temporárias. Ela foi autorizada pela Justiça a cursar biomedicina em uma universidade em Taubaté, cidade próxima a Tremembé. Na época do crime, Suzane tinha 18 anos e estudava direito.

Regime aberto – Condenados que estão no regime aberto precisam seguir determinadas regras, como:

– permanecer no endereço que for designado durante o repouso e nos dias de folga. O local é chamado de Casa de Albergado, estabelecimentos prisionais para presos considerados de baixa ou nenhuma periculosidade;
– não se ausentar da cidade onde reside sem autorização judicial;
– comparecer em juízo quando solicitado para informar e justificar suas atividades.
Postagem Anterior Próxima Postagem