SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA
SITE TRIBUNA

Surfista baiano morre afogado na praia de Nazaré em Portugal




Da Redação

Surfista de ondas gigantes, Márcio Freire morreu nesta quinta-feira (5), aos 47 anos. O baiano sofreu um acidente ao descer de um dos “paredões” de Nazaré, em Portugal. Ele foi resgatado pelos socorristas, mas já estava em parada cardíaca, segundo as autoridades marítimas locais. Márcio não reagiu à manobras de reanimação e morreu no local.

A imprensa portuguesa afirma se tratar da primeira morte de um surfista na região, que é conhecida mundialmente por suas ondas gigantes. O corpo de Márcio foi levado para o Instituto de Medicina Legal de Leiria.

“Foi na remada. Ele pegou uma bomba, todo mundo viu, e caiu. Foi para baixo e não voltou, ficou todo mundo tentando achar. Só que ele estava só com o colete normal, sem o inflável”, disse Pietro França, filmmaker especializado em surfe, ao site Waves. Ele estava na região no momento do acidente.

A Autoridade Marítima Nacional de Portugal confirmou a morte de Márcio. Os Bombeiros Voluntários de Nazaré receberam um alerta às 16h20 (horário local) para um acidente com um surfista que praticava tow-in (quando o atleta é puxado por uma corda para a onda). O baiano foi resgatado de jet-ski e levado para a areia já em parada cardiorrespiratória.

As equipes de salvamento utilizaram manobras de de ressuscitação, mas não foi possível salvar o surfista. “Lamentavelmente, nenhuma das manobras de suporte de vida teve sucesso, acabando o óbito por ser declarado no local”, afirmou Mário Lopes Figueiredo, comandante da Capitania de Nazaré à agência Lusa.

“Ele já tinha vindo umas duas vezes para pegar na remada. O mar estava ‘pequeno’, não tinha nem 20 pés. Pode ter tomado uma pranchada ou pegado uma ruim e foi muito fundo”, lamentou Thiago Jacaré, que também é surfista de ondas gigantes, ao Waves. “Tentaram reanimar ele, não conseguiram. Os bombeiros e a galera do surfe fizeram de tudo, mas não deu”.

Os pais de Márcio tinham ido do Brasil a Portugal para passar o Natal com o surfista. Segundo o jornal lusitano Record, eles estavam nesta quinta-feira (5) em Nazaré. Um grupo de amigos também acompanhava o surfista. A família está sendo acompanhada pelos psicólogos da Polícia Marítima.

Leia a nota completa da Autoridade Marítima Nacional de Portugal:

Um homem de 47 anos, de nacionalidade brasileira, morreu esta tarde depois de ter sofrido uma queda enquanto praticava surf rebocado na praia do Norte, no concelho da Nazaré.

Na sequência de um alerta recebido pelas 16h20, através dos Bombeiros Voluntários da Nazaré, a informar para a queda de um surfista na praia do Norte, foram ativados de imediato para o local elementos do Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré. Para o local deslocaram-se também elementos dos Bombeiros Voluntários da Nazaré e do INEM.

O surfista, um homem de 47 anos e de nacionalidade brasileira, foi resgatado para o areal pela mota de água de apoio à atividade, tendo os nadadores-salvadores verificado que a vítima se encontrava em paragem cardiorrespiratória, iniciando de imediato as manobras de reanimação até à chegada dos elementos dos Bombeiros Voluntários da Nazaré e do INEM, que prosseguiram com as manobras.

Após várias tentativas, não foi possível reverter a situação, tendo o óbito sido declarado no local pelos elementos do INEM. Foi contactado o Ministério Público e o corpo foi transportado pelos Bombeiros Voluntários da Nazaré para o Instituto de Medicina Legal de Leiria.

O Gabinete de Psicologia da Polícia Marítima foi ativado para prestar apoio aos familiares da vítima.

O Comando-local da Polícia Marítima da Nazaré tomou conta da ocorrência.
Postagem Anterior Próxima Postagem